Acquisitions - Juin 2016

Publié le :

Is Fair Trade Fair for Consumers ? A Hedonic Analysis of U.S. Retail Fair Trade Coffee Prices

WANG, Xiaojin – University of Kentucky, Department of Agricultural Economics – Intervention à l’Agricultural & Applied Economics Association, Boston, MA - Site de ageconsearch.umn.edu, 2016, 16 pages

Abstract : « This study aims to investigate the impact of the fair trade label on the market for coffee in the United States, a country with high public awareness regarding environmental and social matters. A revealed preference approach is adopted, using monthly Nielsen scanner sales panel data. The pricing of labeled ground and whole bean coffee is studied over the 2011 - 2013 period. Hedonic estimates are obtained for what consumers pay for different product characteristics. Results would provide information on the existing price differences between labeled and conventional coffee, and add to the ongoing analysis and debate over fair trade coffee. »

Mots clés : ETATS UNIS, CAFE EQUITABLE, CONSOMMATEUR, PRIX


Guaraná, a máquina do tempo dos Sateré-Mawé

FIGUEROA, Alba Lucy Giraldo - Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas (Brésil), 2016, vol.16, n°1, 32 p. - Site de scielo.br

« Mais que um produto agrícola, o guaraná é o passado, o presente e o futuro do povo junto ao qual foi encontrado pelos missionários jesuítas que fizeram o primeiro registro histórico de sua ocorrência na região interfluvial Madeira-Tapajós, na segunda metade do século XVII. Constitui, desde então, o marcador étnico por excelência do povo Sateré-Mawé. Além de estar no centro das explicações sobre a sua origem e organização social, o guaraná fez dos Sateré-Mawé o primeiro povo indígena brasileiro na história com um produto próprio, transformado e sistematicamente comercializado, em tempos coloniais e do Império. o Brasil republicano, da virada do milênio, é um dos primeiros que aparece associado aos conceitos e práticas mais avançados na perspectiva dos paradigmas pós-modernos da sustentabilidade, da produção orgânica certificada, do comércio justo e solidário e do desenvolvimento ecossustentável. E o faz sempre investido de uma notável potência de agregação social : originalmente, no seio de uma sociedade tradicionalmente segmentada e, na contemporaneidade, ocupando papel destacado em movimentos colaborativos interinstitucionais nacionais e internacionais. Para os Sateré-Mawé, o seu Waraná nativo é memória e promessa de navegação segura ao longo do tempo. Este artigo se propõe apresentar e discutir como isso vem sendo possível. »

Mots clés : BRESIL, GUARANA, SATERE MAWE, COMMERCE EQUITABLE, CULTURE


Saberes e práticas locais dos produtores de guaraná (Paullinia cupana Kunth var. sorbilis) do médio Amazonas : duas organizações locais frente à inovação

Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas (Brésil), vol.11, n°1, janvier 2016 - Site de scielo.br

Resumo : « O guaraná (Paullinia cupana Kunth var. sorbilis) é uma planta nativa da Amazônia, conhecida mundialmente por suas propriedades estimulantes. Desde 1974, um processo de modernização dos sistemas de cultivo vem sendo difundido na região por agroindústria monopolista e por empresa de pesquisa agropecuária. Isso se traduziu na difusão de pacotes tecnológicos modernizantes, visando ao aumento da produtividade agrícola. Manejada e consumida originalmente pelos indígenas Sateré-Mawé, o produto vem perdendo vínculo com seu território de origem, o que estimulou, a partir dos anos 1990, a busca por alternativas de valorização da procedência e do modo de produção de base familiar e agroecológica. A pesquisa, realizada com produtores de duas organizações locais do baixo Amazonas, buscou revelar suas inciativas de reterritorialização da produção, suas práticas de manejo e conservação in situda planta, e suas reações à difusão de formas inovadoras de produção e de inserção no mercado. Partindo-se da hipótese da existência de uma dinâmica funcional diferente em cada organização, identificamos que as relações dos produtores com o mercado, com a proteção do conhecimento tradicional e com a própria planta evoluíram em trajetórias sócio-históricas distintas, as quais resultaram em diferentes sistemas de referências socioculturais, ecológicas e tecnológicas. »

Mots clés : BRESIL, AMAZONIE, GUARANA, ORGANISATION DE PRODUCTEUR, AMERINDIEN, COMMERCE EQUITABLE

— -

Análisis de los Incentivos Tributarios en la Industriatextil Aplicado a la Empresa Exportadora de Sombreros de Paja Toquilla Serrano Hat Export Cía. Ltda

BRAVO CHUQUI, Edisson Santiago ; PALOMEQUE ARIAS Silvana Maritza - Universidad de Cuenca Facultad de Ciencias Económicas y Administrativas, 2016, 152 p. - Site de dspace.ucuenca.edu.ec, 2016, 152 pages

Resumen : « La actual crisis económica mundial y específicamente la del Ecuador, ha ocasionado que el actual gobierno busque la manera de incentivar la producción nacional, para dinamizar la economía. A más de los incentivos a la producción existen otros incentivos tanto económicos y tributarios, como de asesoría y capacitación, que buscan ayudar a las empresas exportadoras a mejorar su competitividad en el mercado internacional, atrayendo divisas al país para a la postre mejorar la Balanza de Pagos. En el presente trabajo de investigación, se realizó un estudio descriptivo, cuantitativo, deductivo, de análisis y de síntesis, con el objetivo de determinar si al realizar una correcta planificación tributaria, se podría evidenciar el posible beneficio de aprovechar determinados incentivos y su factibilidad de aplicación en el sector de exportaciones de sombreros de paja toquilla, específicamente en la empresa Serrano Hat Export Cía. Ltda. Como resultado, se pudo evidenciar que, existen incentivos tributarios a la producción y a la exportación de sombreros de paja toquilla, que en la empresa Serrano Hat Export Cía. Ltda. no son aprovechados, ya sea por desconocimiento, falta de interés o condiciones necesarias para su aplicación. Al igual que Serrano Hat, existen otras empresas de su sector, que podrían beneficiarse tanto económica como financieramente de este tipo de incentivos, siempre y cuando sean aplicados correctamente. »

Mots clés : EQUATEUR, COMMERCE EQUITABLE, ARTISANAT, CHAPEAU PANAMA, EXPORTATION


Relações Interorganizacionais em Grupos de Pequenos Produtores Familiares no Sul de Minas Gerais : Reflexões Críticas e Inovações Sociais

Site de revistadae, 2016, 13 pages

« Esse artigo é fruto de um esforço intelectual e empírico que pretendeu desvendar as principais relações estabelecidas entre as atividades de cooperação interorganizacional e a criação de inovações sociais. O objetivo principal consistiu em identificar quais são e como se estabelecem, discursivamente, as principais relações interorganizacionais de cooperação, inovações sociais e iniciativas de Comércio Justo/Sustentável, desenvolvidas por pequenos produtores de alimentos orgânicos no Sul de Minas Gerais. Os eixos teóricos deste trabalho se embasaram em discussões sobre as Relações Interorganizacionais e de Cooperação, sobre as Inovações Sociais e o Comércio Justo. Sobre o percurso metodológico, esclarece-se que o trabalho de campo foi desenvolvido entre novembro de 2013 e janeiro de 2014. Foram coletadas 17 entrevistas, por meio do Diagnóstico Rápido Participativo e, posteriormente, foram transcritas e analisadas à luz da Análise Crítica de Discurso. Os resultados da pesquisa apontaram para múltiplos formatos de cooperação nos cenários intra e interorganizacionais e para baixos índices de competição interna. As relações de cooperação presentes entre os agricultores são anteriores ao estabelecimento da certificação Fair Trade. Adicionalmente, foi evidenciado que o Fair Trade pode ser compreendido como uma Inovação Social, entretanto os dados revelam algumas inconsistências discursivas referentes às agências certificadoras. »

Mots clés : BRESIL, SUL DE MINAS GERAIS, COMMERCE EQUITABLE, AGRICULTURE BIOLOGIQUE, COOPERATIVE, PETIT PRODUCTEUR, AGRICULTURE FAMILIALE